Qual a diferença entre Gateway e Intermediador de Pagamento?

Muitos clientes se confundem quando o assunto é meio de pagamento de uma loja virtual. Atualmente no mercado existem muitas opções de integração de pagamento, onde podemos destacar os gateways e intermediadores de pagamento.

É importante ressaltar que tanto o gateway quanto o intermediador capturam o pagamento da loja, porém são totalmente diferentes. Não podemos dizer qual é a melhor escolha, o importante é o lojista ter essa opção de escolha dependendo da situação financeira e publico alvo do e-commerce.

O que são gateways de pagamento?

Os gateways de pagamento são plataformas desenvolvidas exclusivamente para interligar a loja virtual com os adquirentes, que são responsáveis por estabelecer comunicação direta com as bandeiras

Exemplos de adquirentes:

Cielo, Redecard, Elavon, Stone, entre outros.

Exemplos de bandeiras:

Visa, Mastercard, American Express, Hipercard,  Diners Club, entre outros.

Para utilizar o gateway de pagamento, o lojista terá que ter contrato direto com um adquirente.

Podemos dizer que as vantagens de utilizar essa modalidade, é que para o cliente o processo é totalmente transparente, sem sair do ambiente da loja virtual. Além disso, os valores pagos pelos clientes são transferidos diretamente para a conta bancária de sua loja virtual.

A desvantagem é que o lojista fica encarregado de aprovar ou não as compras feitas no site, o gateway não dá garantia sobre o valor recebido e não faz análise de risco.

Para auxiliar nesse cenário, o lojista poderá contratar um sistema de anti-fraude que muitas vezes já pode ser integrado diretamente com o gateway de pagamento e oferece garantias ao lojista.

Exemplos de anti-fraude:

Clearsale, Fcontrol, entre outros.

O que são intermediadores de pagamento?

Essas ferramentas fazem a intermediação entre a loja virtual e as operadoras de cartão e banco.

Para utilizar um intermediador, você não precisa contratar nenhum adquirente, você afilia-se diretamente no site do intermediador.

As vantagens de utilizar esse tipo de pagamento, é que se filiar com intermediador é muito mais fácil e menos burocrático do que em comparação a um gateway de pagamento. Além disso, o intermediador já oferece serviços de análise de risco, então não há necessidade de ter um gasto com anti-fraude.

A desvantagem é que alguns intermediadores não tem checkout transparente, sendo necessário deslocar o cliente para um ambiente fora do site para realizar o pagamento.

Fora isso, os intermediadores cobram percentuais sobre a venda, esse valor pode variar de acordo com o parcelamento configurado, ou seja, se você disponibilizar mais vezes no cartão de crédito, a taxa sobre a venda será maior.

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk